Aromaterapia

  • Histórico

    A medicina aromática surgiu nos templos enfumaçados do Egito, berço da medicina, perfumaria e farmácia, há mais de seis mil anos. Os Vedas, livro mais sagrado da Índia e um dos mais antigos de que se tem notícia, menciona mais de setecentas ervas diferentes e codifica o uso de perfumes e substâncias aromáticas para fins terapêuticos.

  • Uso

     

    Desde os primórdios da civilização humana, os aromas sempre foram usados para promover o bem estar, uma importante chave para a saúde. Os aromas, ainda que não consigam mudar a pessoa, podem ajudar a criar premissas favoráveis quando adequadamente escolhidos. As fragrâncias acentuam o aspecto positivo e dinâmico do ser.

  • Benefícios

    Embora alivie os sintomas, a aromaterapia tem como principal objetivo curar as causas das doenças. Sua ação básica consiste em fortalecer os órgãos e suas funções, bem como agir nos mecanismos de defesa do organismo. Sua ação é reforçada por qualquer terapia natural que vise desenvolver a vitalidade do organismo.